Cintilografia de Corpo Inteiro com Tálio

O isótopo radioativo Tálio 201 que se comporta fisiologicamente como um análogo do potássio, quando injetado por via endovenosa, é transportado rapidamente para dentro das células através das bombas de Na+/K+/ATPase. A captação do radiofármaco representa tanto a perfusão tecidual regional, quanto a atividade das bombas de sódio-potássio dos tecidos analisados.
O principal uso do Tálio 201 nos últimos anos foi a avaliação de viabilidade miocárdica. Com o desenvolvimento do PET/CT, o tálio 201 tem perdido seu espaço na avaliação de determinados tumores, porém este radiofármaco ainda tem seu valor, especialmente na avaliação de tumores cerebrais. O mesmo pode ter grande utilidade em avaliação tumoral principalmente em centros distantes, onde o PET/CT é de difícil acesso.

>> Principais Indicações Clínicas

-> Avaliação de viabilidade tumoral em neoplasias cerebrais primárias;
-> Diferenciação de necrose tecidual de doença residual após terapias em tumores, especialmente cerebrais;
-> Diferenciar doenças inflamatórias de neoplasias, principalmente em pacientes com AIDS, por exemplo linfoma cerebral e neurotoxoplasmose;
-> Diagnóstico de sarcoma de Kaposi;
-> Orientação para biópsia de tecidos malignos em locais onde o PET/CT não está disponível;
-> Avaliação de resposta terapêutica tumoral após quimioterapia, pré-operatório, por exemplo no Câncer de mama, em locais onde o PET/CT não está disponível.

Na imagem: (A) corte axial da tomografia onde observamos lesão cerebral na projeção dos núcleos da base ; (B) acúmulo do radiofármaco em área focal na projeção da lesão nos núcleos da base à direita em imagens planares da cintilografia com tálio 201 nos cortes coronal, sagital e axial.6

>> Contra-Indicações

-> O estudo é contra-indicado para gestantes.

>> Efeitos Colaterais

-> Sangramento, edema ou dor pode ocorrer no local da injeção;
-> Reações ao radiofármaco são extremamente raras e quando ocorrem são de leve intensidade. Alguns efeitos descritos na literatura são: febre, náusea, eritema, rash cutâneo, cefaléia, dor torácica, hipotensão, tontura, astenia e outros.

>> Como Solicitar

-> Pesquisa do Corpo Inteiro com Tálio 201 – Código TUSS: – Código SUS:; Somente tabela Particular.
* Incluir o CID, hipótese diagnóstica e/ou indicação do exame.

>> Radiofármaco Utilizado

Cloreto-Tl201.

>> Preparo

Não há.

>> Descrição do Procedimento

-> O paciente será recebido pelo setor Recepção, onde deverá providenciar os documentos previamente relacionados para criação ou atualização da ficha cadastral, bem como ler e assinar o termo de consentimento livre e esclarecido para a realização do exame.
-> O paciente receberá um crachá de identificação e será encaminhado ao setor técnico para início do procedimento com uma entrevista para coleta de dados clínicos (é importante que o paciente traga exames anteriormente realizados relacionados a doença em investigação). Em seguida, será encaminhado à sala de injeção e uma veia periférica será puncionada para a administração do radiofármaco.
-> As aquisições das imagens do corpo inteiro serão realizadas 10 minutos e 2 horas após a administração do radiofármaco.

>> Considerações Finais

-> O Tálio 201 é um radiofármaco útil na avaliação pré-operatória de tumores cerebrais, pois o mesmo tem maior concentração em tumores de alto grau, sugerindo patologia com maior risco de malignidade, especialmente nas imagens tomográficas da cintilografia (SPECT) associadas a tomografia computadorizada (CT).
-> No diagnóstico de linfomas no sistema nervoso central em pacientes HIV positivos o tálio 201 (SPECT) pode apresentar sensibilidade de 86% e especificidade de 83%, contribuindo para o diagnóstico diferencial de doenças infectocontagiosas.
-> O tálio 201 também apresenta um papel relevante no diagnóstico diferencial entre recorrência tumoral e alterações secundárias da radioterapia em tumores cerebrais metastáticos, com sensibilidade de 91%.
-> Associada a cintilografia com citrato de gálio 67, a pesquisa de corpo inteiro com tálio 201 pode auxiliar no diagnóstico de sarcoma de Kaposi em pacientes HIV positivos, o valor preditivo positivo do tálio 201 é de aproximadamente 83% nestes casos.

>> Referências Bibliográficas

1. Kim, K. T. Thallium-201 SPECT Imaging of brain tumors: methods and result. J Nucl Med June 1, 1990 vol. 31 no. 6 965-969.
2. McKillop, J.K. et al. Thallium 201 Scintigraphy.West J Med. 1980 Jul; 133(1): 26–43.
3. Kubota, K. et al. Diagnosis of Kaposi’s sarcoma in HIV positive patients: a change from gallium negative thallium positive to gallium negative FDG positive. J Nucl Med May 2012 vol. 53 no. supplement 1 1436.
4. Skiest D.J. et al. SPECT thallium-201 combined with toxoplasma serology for the presumptive diagnosis of focal central nervous system mass lesions in patients with AIDS. J Infect. 2000 May;40(3):274-81.
5. Serizawa, T. et al. Diagnosis value of thallium-201 chloride single-photon emission computerized tomography in differentiating tumor recurrence from radiation injury after gamma knife surgery for metastatic brain tumors. Journal of Neurosurgery. 2005 Jan; vol.102: 1-296.
6. Kessler. L.S. et al. Thallium-201 brain SPECT of lymphoma in AIDS patients: pitfalls and technique optimization. AJNR. 1998; vol. 19.

Dra. Mayara Torres da Silva
CRM SP 147385
Médica Nuclear

<< Voltar