Para médico

Prezado Dr.

Nesta página, você encontra informações dos exames e serviços realizados pela DIMEN.

Eles estão separados por especialidade e contém, códigos de exames, como pedir, radiofármaco utilizado e preparo do paciente.

 

As especialidades de medicina nuclear e a endocrinologia possuem uma relação que supera os 70 anos de existência. Neste período a medicina nuclear forneceu suporte à endocrinologia por meio de procedimentos diagnósticos (in vivo e in vitro) e terapêuticos.
Houve, ao longo do tempo, modificações nas indicações e nos protocolos dos procedimentos que foram motivadas por evoluções tecnológicas e ampliação do conhecimento.
Ainda hoje, a principal área de atuação é a tireoidologia, tanto em doenças benignas, quanto malignas. Os procedimentos para a avaliação das glândulas paratireoide e adrenal respondem por um número menor de indicações.
A medicina nuclear tem contribuído na investigação de patologias da medular da adrenal por meio da cintilografia com Metaiodobenzilguanidina (MIBG-131I ou 123I), principalmente na investigação de feocromocitomas, paragangliomas e neuroblastomas.
Quando se trata de avaliação da córtex adrenal, os traçadores utilizados como 131I-Iodocolesterol, não estão disponíveis no Brasil.
Já no câncer medular da tiroide, além da pesquisa de corpo inteiro com metaiodobenzilguanidina (MIBG-131I ou 123I), outros exames tais como PET/CT com 18F-FDG, Cintilografia com análogo da somatostatina (Octreotide-99mTc ou 111In) e PET/CT com 68Ga-DOTA tem mostrado-se mostrado bastante úteis na prática clínica.
A seguir, abordaremos as principais indicações de procedimentos em medicina nuclear em endocrinologia.